quarta-feira, 20 de julho de 2011

Silêncio

O silêncio é mais destruidor do que as palavras severas.
Não se pode distinguir o que é real.
O oculto é ensurdecedor.
Cultiva a dor, deixando-a em pedaços;
A cicatriz não cura. Há marcas.
Por mais que a face se transforme em muitas,
Tentando driblar a dor.
Dor que se derrama no vinho, no auge de uma sexta-feira à noite.
 Atrevo-me a dizer que: de dor não sinto nada.
Já me basta esquecer o que me deixou marcada.

2 comentários:

ostons2.0 disse...

Nossa belo texto concordo o silêncio é a pior arma que pode ser usada contra nós.

Angélica Lada disse...

Silencio dói muito mais que palavras :/
estou seguindo o blog e espero por vc no posdezesseis.blogspot.com