quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Mergulho


A culpa é tua,
Teu semblante que surge à mente;
Tuas palavras que me devoram aos poucos.
Ansiedade, uma confusão de sentidos.
Tremor de um mergulho, de cair e não voltar.

Mas preciso voar,
Uma troca de lugar.
Imagine um perigo,
Um sorriso,
Quase um vício.
Minha culpa imaginar..


7 comentários:

Roberto Borati disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Borati disse...

esse seu poema só faz convidar à mergulhos, daqueles intensos, libertos e cheios de grandes surpresas, é assim, gostei bem desse seu poema e de tudo mais.


e incentivo mergulhos, sempre...sabe disso...

Pobre esponja disse...

Imaginar é muito bom, e muito ruim, hehe.
Parabéns pelo texto, gata!

abç
Pobre Esponja

raah disse...

imaginar as vezes é bom,o ruim é ver que é só imaginação mesmo haha!
bom texto :D

beijão.

Vynha disse...

Que lindo Mayra, texto suave e intenso.
Parabéns, bj

Andréia Regina disse...

Mergulhar em nós mesmos, sentir a sintonia ou a falta de frequencia ...ficamos mais soltos ou mais apreensivos. mas mergulhe sempre :)

Tati Bueno disse...

voce escreve muito beem! seguindo aqui =)